10 09-2015
Logo: empreendedorismo de marcas
0 Flares Pin It Share 0 Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Flares ×

A maioria das empresas usam logos para fazer sua identificação perante o mercado profissional e principalmente atrair seus clientes e isso qualquer pessoa sabe. Mas afinal, além de representar uma empresa ou marca, quais são as outras utilidades de um logo e quais as características que ela precisa ter para transmitir a mensagem adequada?

logo

Durante o processo de criação, o design é um elemento essencial. Porém, apostar apenas nisso não é uma garantia de sucesso. O bom gosto na escolha de um desenho, ícone ou ilustração devem representar exatamente a informação que a empresa quer transmitir. Por exemplo, empresas que atuam no setor de alimentos devem ter logos que sugiram que a instituição é de confiança e fornece produtos e serviços de qualidade especialmente com relação às cores que lembrem os alimentos, EX: PIZZA (normalmente usado vermelho e verde).

Porém deve-se tomar cuidado, pois em cada país as cores possuem significados diferentes, então é fundamental entender o público, a empresa e qual a mensagem que ela pretende passar, sempre com muita pesquisa, estudo e planejamento. É importante lembrar que a tipografia também está relacionada com o tipo de mensagem que se quer passar, por isso, os departamentos possuem logos mais gordinhas, que dão a sensação de “barriga cheia”.

Porém a essência da marca necessita permanecer a mesma a fim de promover o registro e perpetuação da marca. Por exemplo, quando se trata de refrigerante, quando se vê uma lata vermelha, ainda que existam os outros tipos de produtos sem nome, automaticamente se lembra da Coca-Cola. Isso ocorre porque o cérebro humano absorve muito mais os detalhes visuais. Outra característica positiva de uma boa logo é ter certeza de que ela é legível e funcional mesmo que seja impressa em outras cores e fundos, além de tamanhos diferentes.
Também é preciso lembrar que a parte do desenvolvimento é essencial e é necessário saber escolher bem os símbolos e cores, mas não só isso, o nome da empresa que será a marca também deve ser feita com muito cuidado, ou seja, tudo deverá ser muito bem pensado. Cuidar com a chamada “psicologia das cores” pode ajudar bastante na hora de entender o motivo da construção da logo e, lembrando que a logo não precisa falar necessariamente o que a empresa faz, mas deve-se tomar muito cuidado na parte institucional de posicionar bem os princípios, valores e qual a função da empresa.

0 Flares Pin It Share 0 Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Flares ×

Comentários

Post Relacionado

0 Flares Pin It Share 0 Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Flares ×